Páginas

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Quando eles demoram a falar...

Não tem mãe e pai (e avô, avó, dindinha) que não esperem ansiosos pela primeira palavra que o filhote vai pronunciar. Será que vai ser mamãe? Papai? Ou então, quem sabe, o bebê resolverá ser rebelde e dizer outra palavra qualquer? Mas se os meses vão passando e a criança não solta a língua, logo um sinal de alerta dispara na cabeça dos pais. Afinal, por volta de que idade os pequenos devem começar a falar?

Antes de mais nada, é preciso lembrar que cada criança é única e tem o seu próprio ritmo. O desenvolvimento emocional e cognitivo depende de habilidades que o bebê adquire aos pouquinhos. Por isso, a preocupação com as primeiras palavras é válida, mas, ó, não precisa entrar em pânico!

A neuropsicóloga Fernanda Montanholi explica que a primeira palavra só costuma surgir entre os onze e dezoito meses. Se a criança ainda não está nessa faixa de idade, a orientação é relaxar, pois ainda não está na hora de soltar o verbo.

Mas se os dezoito meses chegaram, foram embora, e o bebê ainda não falou, é bom ficar atento. “Se nessa idade a criança ainda não fala, a primeira coisa que os pais devem fazer é consultar o pediatra da família para descartar qualquer comprometimento, como problemas auditivos, neurológicos ou visuais. Não sendo detectada nenhuma anormalidade, aí, sim, deve-se partir para outras avaliações. O ideal é que os pais busquem a ajuda de fonoaudiólogos e psicólogos para que o tratamento adequado seja posto em prática o quanto antes”, orienta a especialista.

Fernanda acrescenta que algumas situações traumáticas podem retardar as primeiras palavras. Por isso, é bom que os pais fiquem atentos às reações dos filhos e, na dúvida, consultem o pediatra e relatem o que vem se passando na vida dos pequenos.

Existe, ainda, um mito muito comum quando o assunto são as primeiras palavras das crianças: a de que meninas falam mais cedo do que meninos. A neuropsicóloga esclarece que não existem estudos científicos que comprovem que o sexo da pessoa influencie no desenvolvimento da fala. Portanto, não necessariamente as meninas falarão primeiro. Os meninos podem, sim, começar a pronunciar as primeiras palavras antes das coleguinhas.

Papais e mamães, tenham calma! Saibam que os bebês têm seu próprio tempo. Prestem atenção ao desenvolvimento dos pequenos e mantenham os pediatras informados.

Fernanda Montanholi

CRP 05/33515 - Gestalt terapeuta e neuropsicóloga

fernandamontanholi@gmail.com