Páginas

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Dificuldades de aprendizado: como os pais devem lidar?

E eis que, rotineiramente, você recebe a agenda escolar do seu filho e encontra uma observação da professora, dizendo que ele está com dificuldades em aprender um determinado conteúdo. Antes de começar a pensar que se trata de um déficit de aprendizagem do seu filho, saiba que o problema pode estar no método de ensino proposto pela escola, que a criança simplesmente não consegue compreender.

De acordo com a psicóloga infantil comportamental e arte educadora, Jéssica Fogaça, em grande parte dos casos, o problema pode ser mais de “ensinagem” do que exatamente de aprendizagem:
-Todos têm capacidade para aprender, mas, precisamos ser ensinados. Às vezes, o jeito que a professora explica o conteúdo pode não servir para uma determinada criança, mas satisfatório a outra -, explica a psicóloga, ressaltando ainda que cada um aprende de maneiras diferentes, tendo como ponto de partida suas experiências próprias de vida, que devem ser levadas em conta no processo de aprendizagem.

A primeira coisa que os pais devem fazer logo que recebem a notificação da escola é chamar o pequeno ou pequena para conversar sobre o assunto, demonstrando calma e abertura em ouvir o que a criança tem a dizer, sem apontar culpados. “Os pais podem perguntar ao filho se ele, de fato, acha algo difícil. Se a resposta for afirmativa, a criança deve explicar o que é difícil (ler, escrever, entender o que a professora fala, compreender o que é para ser feito em um exercício) e se ela consegue entender melhor quando outro coleguinha explica ou alguém da família”, enfatiza a psicóloga, que alerta os pais a ficarem atentos em descartar, por meio de consultas médicas a especialistas adequados, qualquer problema físico, como dificuldades para enxergar a lousa ou de audição, por exemplo, que podem atrapalhar o aprendizado.

Depois de conversar com os filhos, os pais devem ir até a escola para conversar com a professora sobre que assunto, especificamente, a criança não está aprendendo. Algumas perguntas podem ser feitas como: Qual a matéria que ela está com dificuldades? É em algum conteúdo em especial? Isso acontece quando a professora explica ou quando ela lê sozinha? A professora observa essa dificuldade há quanto tempo? O que ela já tentou de diferente para ensinar a criança? Esses questionamentos são importantes para que os pais entendam as dificuldades e busquem alternativas em parceria com a escola para que, juntos, solucionem o problema e estabeleçam uma nova maneira para ensinar a criança. Mas uma coisa é certa, descartando problemas físicos ou patológicos impeditivos, que vão requerer tratamento adequado, ela irá aprender.
-Talvez em um ritmo mais lento, com os conteúdos escolares organizados de um jeito mais simples, precisando de mais supervisão e de mais tempo. Porém, o que nunca poderá faltar é o apoio dos pais. Com ajuda, todos conseguem superar as dificuldades com muito mais facilidade -, finaliza a psicóloga.

Dicas da psicóloga comportamental, Paula Pessoa Carvalho, para pais e professores identificarem se uma criança está tendo dificuldades de aprendizado:

Os pais devem ficar atentos se a criança

• Nunca fala sobre o que aprendeu na escola;
• Na hora de lição de casa, se esquiva, fala que não tem lição e evita fazer com frequência;
• Não se interessa por nenhum assunto, ao ler ou escrever, mesmo aqueles que não são da escola;
• Está mais ansiosa do que o normal.

Os professores devem observar se a criança

• Não foca em nenhum assunto;
• Não consegue finalizar nenhuma atividade em sala de aula;
• Demora muito mais do que os outros para terminar as atividades;
• Precisa de atenção especial para desenvolver as lições;
• Está mais ansiosa do que o normal.