Páginas

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Teatrinho para bebês

Levar uma criança para assistir a uma peça no teatro é uma das formas de introduzi-la no mundo das artes. Durante o espetáculo, os pequenos ficam sentadinhos nas poltronas, com o pai ou a mãe do lado, e se divertem com os figurinos, cantorias, cenários e histórias que eles têm um primeiro contato, geralmente, por meio de livrinhos infantis. Mas, quando as crias são bebês (isso mesmo, bebês!), a dinâmica é um pouco diferente. Isto porque, esses pequenos participam das peças junto com os atores (e pais), que estimulam a curiosidade e participação dos pequeninos com a voz, tato, movimentos e gestos, além de fatores cênicos, como a iluminação e objetos lúdicos inseridos no palco. Conversamos com duas companhias de teatro para saber o que elas têm trazido de interessante para os babies. Confira!

O Grupo paulista Sobrevento (www.sobrevento.com.br) propõe um olhar novo sobre as artes e suas possibilidades, com espetáculos embasados em muita pesquisa prática e teórica. A ideia de encenar peças para bebês surgiu em 2007, quando o grupo (composto pelos artistas Sandra Vargas, Luiz André Cherubini e Maurício Santana) resolveu desenvolver o projeto “Em busca de um teatro contemporâneo para crianças”. Este projeto rendeu dois belíssimos espetáculos, que foram o “Bailarina” e o “Meu Jardim”, em cartaz em maio e junho deste ano, em São Paulo. Para um dos atores do Sobrevento, Maurício Santana: “O teatro para bebês nos convida a pensar no que o teatro para crianças se tornou, uma atividade poética, artística, divertida, mas não recreativa”.

Espetáculo Bailarina
Data: 26/05
Local: SESC Santo Amaro (SP)
Horário da sessão: 16h

Espetáculo Meu Jardim
Data: 3 e 17/06
Local: SESC Pinheiros (SP)
Horários das sessões: 11h e 14h

O espetáculo para bebês “O Cirquinho de Luísa” (www.ocirquinhodeluisa.blogspot.com.br) surgiu em 2007, idealizado pela atriz Liliana Rosa, que já havia trabalhado com teatro para bebês em uma temporada na Europa. Na época, ela sentiu a necessidade de trazer essa experiência aos palcos brasileiros, carentes de atividades lúdicas que trouxessem algo a mais do que apenas alguns momentos de prazer e animação às crianças. De acordo com a assistente de produção e direção do projeto, Paula Rego, a proposta do grupo é introduzir os bebês no mundo das artes. “Queremos leva-los, desde cedo, a um universo lúdico e rico em poesia e estímulos, uma vez que acreditamos que a melhor herança que se pode deixar a um ser humano é a cultura”, finaliza.

Espetáculo O Cirquinho de Luísa
Data: Até 29 de abril (sábados e domingos)
Local: Teatro Cândido Mendes (RJ)
Horário: 15h

Crédito da foto: Divulgação do espetáculo O Cirquinho de Luísa