Páginas

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Velharia, vírgula!

Todo pai ou mãe que se preze sabe o quanto custa manter o guarda-roupa das crianças. Isso por que, elas crescem rápido e as roupas, que antes ficavam na medida, se perdem com muita facilidade. Além do mais, os pequenos estão cada vez mais exigentes com relação a marcas, cores e modelos, querendo decidir logo cedo o que vestir. Assim, não tem economia que aguente! Mas, não precisa aguardar as liquidações anuais para sair às compras com os filhotes. Uma boa alternativa são os brechós infantis, que garimpam peças muito bem conservadas (quase novinhas em folha), ainda na etiqueta ou seminovas. Velharias não têm nenhuma vez por lá.

Apesar de alguns brechós cultivarem um ar de antiguidade, muitos se tornaram atrativos, descolados e moderninhos, com serviços que se estenderam para o mundo virtual. Exemplo disso é a carioca Maria Chiquinha Brechó Infantil, há cinco anos especializada em produtos para crianças e bebês, com loja em Botafogo. Os pedidos on line surgiram a partir de solicitações na página do Facebook do estabelecimento, como explica a proprietária, Lilian Figueiredo:

- Comecei expondo as peças do brechó no Facebook e as pessoas não paravam de perguntar o preço e as características das roupas e objetos. Então, decidi reunir todas as informações em um site onde os clientes pudessem ter a opção de escolher o item e receber pelo correio.

E, para quem não sabe, os brechós infantis também são uma ótima forma de comprar roupas infantis de marcas famosas, bem mais baratas do que nos shoppings. O Repeteco, em São Paulo, vende, além de roupas de grifes conhecidas, brinquedos, móveis e acessórios para as crianças que adoram estar por dentro da moda. O brechó existe há oito anos e a maioria das peças só foi utilizada, no máximo, três vezes pelos pequenos.

Mas, as mães que se empolgaram e já estão pensando em separar itens usados dos filhotes para vender nos brechós devem tomar alguns cuidados antes de levar as peças, pois os locais costumam ser bem exigentes antes de adquirir os produtos. Separamos algumas dicas para você não fazer feio nos brechós e economizar a valer!

• Verifique se o tecido está desgastado, se há manchas que possam ser difíceis de sair – como as amarelas na gola e embaixo dos braços - ou se está faltando algum botão;
• Confira se as costuras estão muito velhas ou desmanchando. Se a peça valer muito a pena é o caso de levá-la a uma santa costureira;
• Não compre nada sem que as crianças provem antes. Muitos brechós não fazem trocas e nem aceitam devoluções;
• Lave as peças antes das crianças usarem;
• Conserve bem os brinquedos e roupas dos pequenos, pois, eles podem ser itens interessantes para os brechós;
• Se pretende vender brinquedos, eles têm que estar funcionando, com pilhas, limpos e com todas as peças. Os brechós costumam testar tudo;
• Verifique a aparência do brechó, se os itens estão bem expostos e bem cuidados e se o ambiente está limpo e arrumado.

Onde encontrar

No Rio
Maria Chiquinha Brechó Infantil
www.mariachiquinhabrecho.com.br
O Curumim Brechó Infantil
www.ocurumimbrecho.com.br

Em Sampa
Repeteco
www.repeteco.com.br
Bolota
R. Fradique Coutinho, 825, Pinheiros.
(11) 3812-4310