Páginas

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Vamos brincar?

Diante da correria do dia-a-dia, muitos pais aproveitam o tempinho que têm de sobra, especialmente nos finais de semana, para ficar mais com os filhotes e inventar brincadeiras para fazer dentro e fora de casa. E foi pensando nisso a KIDS in conversou com a psicóloga infantil e comportamental Jéssica Fogaça, que oferece, aqui, dicas de lazer divertidas e educativas para fazer na praia, no quintal de casa, na cozinha...



Culinária - Atividades de culinária ajudam muito no fortalecimento do vínculo com o adulto, pois há troca de informações e muito contato físico. No preparo de um prato, a criança treina a leitura de uma receita, aprende sobre quantidades, sobre o cuidado com os alimentos e outras questões. Ela tem a oportunidade, ainda, de realizar uma atividade que terá um produto no final e que poderá oferecer aos demais. As crianças adoram cozinhar!

Gincana - A gincana é uma sequência de atividades e brincadeiras feitas geralmente por meio de uma dica sobre o local ou a próxima atividade a ser realizada. É uma brincadeira muito dinâmica que utiliza vários espaços diferentes, levando a criança a perceber os diferentes contextos e se adaptar de acordo com eles. A troca social é bastante favorecida, assim como a atenção. Pode ser realizada utilizando os cômodos da casa ou o lado de fora, como a praia, por exemplo, sendo um jeito diferente de reconhecer o local.

Exposição de artes - Antes de viajar com crianças, principalmente as pequenas, é importante levar material escolar, como: lápis de escrever, lápis de cor, canetinhas, giz de cera, cola, tesoura, folhas sulfites, cartolinas, folhas coloridas. São materiais que as crianças adoram e já estão bem familiarizadas. É sempre um “coringa” tê-los por perto. Durante a estadia na praia, realize uma exposição de artes, fixando os desenhos e outras produções nas paredes. O importante é que os desenhos sejam feitos ao longo de alguns dias, para as crianças irem registrando tudo aquilo que estão vivenciando no novo ambiente. Isso ajudará no desenvolvimento da atenção, observação, registro e criatividade. É fundamental criar um diálogo sobre o que as produções representam e trocar opiniões com os pequenos.

Acampamento - Nada melhor do que aproveitar a oportunidade de estar em um ambiente novo e usá-lo de uma maneira diferente, ou seja, sair realmente da rotina. Que tal acampar no quintal ou na sala? As crianças adoram! Elas gostam de experimentar novas maneiras de interagir com um lugar e com as pessoas. Isso ajuda no repertório social da criança, que aprende a ler um contexto e responder adequadamente a ele, mas, para isso, ela precisa ter repertório, ou seja, ter uma experiência anterior.

Show de talentos ou teatro - Essas são atividades que usam várias habilidades diferentes e cada um pode contribuir a partir de seus talentos. Precisa necessariamente de um trabalho de grupo e de troca de informações. A comunicação também é muito exigida nesse tipo de atividade e o produto final pode ser apreciado por todos.

Noite de histórias - É super importante introduzir atividades, como leitura e histórias, mesmo durante as férias, para ensinar às crianças que elas fazem parte da nossa vida. Pode intercalar contação de histórias orais com leituras de livros. O importante é colocar as crianças em ação, tanto para ler quanto para inventar e contar histórias. Uma boa dica é os pais contarem aos filhos histórias da própria infância, pois mostra a diferença de gerações e de épocas, além de dar modelos aos filhos e compartilhar lembranças.

Brincadeiras na areia - Em um passeio à praia não podem faltar as típicas brincadeiras na areia. Construir castelinhos e outras formas diverte as crianças, ajuda nas habilidades motoras, noção espacial, reconhecimento de formas, noção de texturas, criatividade.

Caminhadas e corridas - Apostar corridas na praia é uma delícia! Fazer caminhadas e trilhas, reconhecendo os novos lugares, é muito gostoso e desenvolve habilidades motoras, atenção, observação, além de ser um excelente momento de troca entre pais e filhos.