Páginas

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Fábricas de chocolate no Brasil


Passada a Páscoa, normalmente ainda se veem pela casa resquícios de uma guloseima adorada pela maioria das crianças: o chocolate. Até por que, é difícil comer tudo de uma vez só, não é mesmo? A deliciosa sensação de abrir a embalagem, sentir o cheiro do chocolate, cortar um pedaço e senti-lo derreter na boca são etapas de um processo que nasce com a semente do cacau. E, qual criança não gostaria de saber como essas barras, bombons e ovos são feitos? Para solucionar esse mistério, selecionamos algumas fábricas de chocolate pelo Brasil abertas a visitas. Vamos conhecê-las para, quem sabe, visitá-las ANTES da próxima Páscoa?

Planalto – Gramado, Rio Grande do Sul
Na Serra Gaúcha, são feitos os chocolates caseiros Planalto e, lá, as crianças conhecem parte do processo de fabricação de tabletes, trufas, bombons, salames de chocolate, drágeas e outros produtos, que passam por uma passarela que ocupa todos os setores, da produção à embalagem. R. João Carniel, 689, tel. (54) 3286-1701, entrada grátis. http://www.chocolateplanalto.com.br

Florybal – Gramado, Rio Grande do Sul
A cascata de chocolate na entrada da fábrica é o início do corredor por onde os visitantes passam e observam, através de vidros, os chocolates sendo feitos. O processo pelo qual passa a semente do cacau para formar seus derivados é explicado na visita guiada, que também mostra o chocolate sendo colocado em tanques aquecidos e transportados por canos até as tempeiradeiras, onde o chocolate fica ao ponto para manuseio e criatividade dos artistas da fábrica. Av. das Hortênsias, 5436, tel. (54) 3286-2284, entrada grátis. http://www.florybal.com.br/

Nestlé, Caçapava, São Paulo
Com mais de um quilômetro de extensão, o Tour Nestlé Chocolover mostra o processo de produção do chocolate desde o cacau até o produto final. O passeio dura uma hora e meia e os visitantes observam a produção dos chocolates Alpino, Prestígio, Chokito, Charge, Nestlé Classic, Suflair, Crunch e Galak. Delícia, não é? Av. Henry Nestlé, 1800, ingresso R$ 10. http://www.nestle.com.br/site/anestle/visita-fabrica.aspx

Queijaria Suíça – Nova Friburgo, Teresópolis, Rio de Janeiro
Com produção inteiramente artesanal, a Queijaria Suíça é localizada em um casarão super fofo e possui uma máquina que tempera o chocolate. Os produtos são vendidos na loja ao lado da fábrica. Dica: para degustar o doce, marque a visita com antecedência. RJ-130 p/ Teresópolis, km 49, 22,5 km, tel. (22) 2529-4000.

Prawer – Gramado, Rio Grande do Sul
A visita à fábrica Prawer começa com todos colocando uma touca nos cabelos para entrar na área de produção. Lá, as crianças acompanham o trabalho dos artesãos que decoram todas as iguarias feitas de chocolate, em uma visita que dura, em média, dez minutos. Ao final, há degustação de chocolatinhos de menta, laranja e morango. Av. das Hortênsias, 4100, tel. (54) 3286-1580, entrada franca. http://www.prawer-sp.com.br/

Garoto – Vila Velha, Espírito Santo
Cerca de 300 mil pessoas visitam o Chocotour Garoto todo ano, em um tour que dura uma hora e meia entre “chocodutos”, que se estendem por seis quilômetros dentro da fábrica. Durante a visitação são apresentadas informações sobre a fabricação dos bombons, há paradas para degustação, e é possível ver máquinas que embalam até 1.250 unidades por minuto. Praça Meyerfreund, nº 1, Glória, tel. (27) 3320-1708 / 1709, entrada R$ 10. E-mail: programa.visitas@garoto.com.br.


Foto: Divulgação Planalto