Páginas

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Dispensa cobertura e mostra gostosura


Um tipo de bolo bem “amostrado” vem fazendo a cabeça dos confeiteiros brasileiros – e dos donos da festa, dos convivas, da criançada, de todo mundo! Estamos falando do naked cake, bolo feito sem nenhuma cobertura, justamente para mostrar o recheio e a massa, evidenciar o aroma e, com isso, aumentar ainda mais o desejo das pessoas pela gostosura.

Utilizado há mais de dez anos na Europa, o “bolo nu” ou “desconstruído”, como também é chamado, agora decora festas brasileiras variadas, desde casamento, chá de panela, open house, noivado, batizado, até aniversários infantis. Esse tipo de bolo pode ter várias camadas e recheio dos tradicionais bolos de festas, como brigadeiro, chocolate ou doce de leite, que as crianças adoram! Além disso, podem ser enfeitados de várias maneiras, mas, as mais pedidas são com frutas, açúcar confeiteiro, flores coloridas e os personagens preferidos das crianças.

O naked cake pode ser o “astro” da mesa de todo tipo de festa, porém, como é uma opção mais informal e descontraída, já que passa a sensação de ter acabado de sair do forno da casa da vovó, uma comemoração mais despojada, rústica, intimista e original combina perfeitamente com esse bolo super charmoso e diferente.

Porém, devido a ausência de coberturas, o “bolo nu” possui uma estrutura mais frágil do que os outros bolos e, por conta disso, requer alguns cuidados especiais. É importante preparar o naked cake o mais próximo possível do horário da festa e transportá-lo com muito cuidado. Preparar um recheio mais consistente, à base de baunilha, por exemplo, garante que o creme saia, propositalmente, camadas afora, toque especial que oferece um charme a mais.

Outra dica é utilizar uma massa feita do tradicional pão de ló, que garante uma maior sustentação do “bolo nu” e, para que a composição final fique linda, esse bolo deve ter, no mínimo, três andares.

Agora, que tal experimentar o naked cake na próxima festa da família ou comemoração de aniversário, e o seu recheio nada tímido, que adora aparecer e encher os olhos e o paladar. Para muitos, a melhor definição desse tipo de bolo é: aquele que dá vontade de comer.