Páginas

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Crianças (menores) em intercâmbios

Assim que os filhos completam 17 anos, alguns pais sentem que é hora de mandar os adolescentes para uma aventura cultural e comunicacional em um intercâmbio, para aprenderem a ser mais independentes e voltarem fluentes em um segundo idioma. Porém, algumas empresas de intercâmbio estão se antecipando na idade e oferecendo pacotes para crianças a partir dos seis anos. As viagens incluem desde acampamentos de verão até cursos em escolas americanas, com direito a visitas em parques temáticos. Neste momento, algumas mães já devem estar aflitas só de pensar em tirar o filho debaixo da asa e “lançá-lo” em uma realidade totalmente diferente. Para tranquilizá-las selecionamos algumas dicas do Canadá Intercâmbio e do Dice English Course. Confira... Quem sabe você começa a aceitar a ideia de que essa experiência pode ser segura, cheia de aprendizado e boas recordações.

Escolhendo a agência

• Em primeiro lugar, os pais devem pesquisar os pacotes de intercâmbio levando em consideração, não apenas o preço, mas, também, o atendimento e propostas mais adequadas à idade da criança;
• Procure vídeos e testemunhos na internet sobre as viagens de intercâmbio; peça um telefone ou e-mail de contato de pais cujos filhos participaram da viagem;
• Procure também por avaliações on line da escola ou acampamento americano oferecido pela agência;
• Pergunte se acontece algum encontro entre instrutores, pais e crianças, para que todos se conheçam e troquem informações importantes. Com isso, é possível estabelecer uma relação mais confiante;
• Procure saber sobre a programação diária da criança, que precisa ser adequada à faixa etária, incluindo horários de alimentação, diversão e descanso;
• Não se esqueça de, após decidir sobre a agência e saber quais serão os instrutores das crianças, anotar o telefone de todos, além do contato do hotel ou acampamento. Pergunte se algum instrutor irá levar um laptop que tenha programas como o Skype instalado, para que os pais se comuniquem com as crianças de vez em quando, de modo mais fácil e barato.

Ensaio para a viagem

• Deixe a criança dormir na casa de amiguinhos em alguns finais de semana, para que se acostume com a convivência, dividindo o mesmo quarto, e tendo que se virar sozinha ou com a ajuda de outro adulto. Isso estimula a criança a ter mais independência e segurança;
• Pesquise na internet sobre a região onde a criança irá ficar por um tempo, mostrando os parquinhos, a escola onde irá estudar e outros locais interessantes. É importante ela saber direitinho quais atividades irá vivenciar para que não seja surpreendida com algo que não agrade muito;
• Reforce os estudos da outra língua com a qual a criança irá ter contato durante o intercâmbio, de forma lúdica, com joguinhos ou em bate-papos informais.

Arrumando as malas

• Prepare a mala da criança levando em consideração as recomendações da equipe do programa de intercâmbio. Nenhum excesso é recomendável;
• Caso a criança utilize algum medicamento de uso contínuo, não se esqueça de comprar a quantidade certinha para o tempo em que ela ficará longe e avisar aos instrutores sobre os medicamentos;
• Faça uma lista de tudo o que a criança está levando. Uma cópia deve ficar colada na mala e a outra com o instrutor para que, caso haja extravio de bagagem, se torne mais fácil detalhar os pertences à companhia aérea;
• Coloque na mochila, que seguirá com a criança e não será despachada, alguns livrinhos ou revistas para distrair as crianças no avião e não esqueça dos brinquedos preferidos dos menorzinhos.
• Coloque na mochila um guia das frases básicas que a criança precisa saber para se comunicar, como, por exemplo, “onde é o banheiro?” ou “quanto é isso?”.

Mais informações sobre intercâmbio para crianças:

Canadá Intercâmbio: www.canadaintercambio.com
Dice English Course - www.dice.com.br

Crédito da foto: Divulgação Dice English Course