Páginas

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Festa de berreiro

Responda rápido: aniversário infantil é só alegria? Olha que nem sempre, hein! Há crianças que têm medo (de verdade) de festinhas. Pode ser o palhaço assustador, a música alta demais, a quantidade de gente desconhecida no pedaço, o fato de ser o centro das atenções... Na cabecinha delas, a celebração é um ambiente muito diferente do que estão acostumadas. E, convenhamos, para quem tem entre zero e 11 anos e uma vida social não-tão-ativa-assim, é mesmo.
Então como lidar com essa situação? Parar de frequentar festas com os filhos? Felizmente você não precisa ser tão radical! A questão é a seguinte: respeitar os sentimentos do(a) pequenino(a) é muito importante, sem desvalorizar ou ridicularizar os temores da criança.
Os “tampinhas” também têm medo de coisas que não conhecem, assim como os adultos. Quem nunca ficou com aquele friozinho na barriga antes de um primeiro encontro? Ou de uma entrevista de emprego? E, para aqueles que detestam avião, antes de pegar um voo longo?
Uma solução é compartilhar os seus próprios temores com os seus filhos. Diga que entende o porquê deles se sentirem assim. Também é uma boa ideia contar historinhas sobre situações amedrontadoras de sua própria infância. Na festa, quando o berreiro começar, afaste a criança do que a está incomodando. Pegue no colo, acalente e a faça sentir-se segura, ok?
Mais para frente, quando for planejar os próximos aniversários, monte estratégias para evitar o chororô. Se você faz questão de ter princesas, palhaços e companhia, peça aos atores que deixem o baixinho ver algumas etapas da preparação, para que não se assustem quando os personagens estiverem prontos. Outra boa dica é convidar apenas as pessoas mais próximas ao aniversariante. Assim, de pouquinho em pouquinho, o medo vai embora!

Crédito da foto: LaoWai Kevin